11:33 - Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017

Dados Gerais


História

A região de Tupandi teve como primeiro nome São Salvador, em homenagem a um luso-brasileiro de nome Salvador, que vivia nas matas da região, sendo um fugitivo do governo imperial. Em 1º de janeiro de 1939, a denominação passou a ser Natal. Pouco depois, em 1944, o distrito e a paróquia passaram a denominar-se Tupandi, expressão que no vocabulário indígena significa Luz do Céu.

Os primeiros habitantes do município foram neófitos do grupo tupi-guarani, dos quais não existe histórico algum. Como o governo imperial considerava as terras ocupadas por indígenas como devolutas (sem dono), concedeu-as por venda ou doação a quem quisesse ocupá-las em forma de sesmarias.

Desta forma, em 1791, Antônio Machado de Souza II adquiriu uma extensão de terras que mais tarde foi vendida a José Inácio Teixeira. Em 1855, após a devida medição, os primeiros lotes foram vendidos a Pedro Kuhn e Pedro Heck, então residentes em São José do Hortêncio.

Os primeiros imigrantes alemães chegaram a Tupandi em 1856. Neste documento consta que os pioneiros foram Mathias Nedel e Jacob Hartmann. Na sequência viera as famílias Heck, Schaedler, Schmidt, Junges, Simon, Rambo, Juchem, Weber, Schoffen, Vier, Hensel e outros. Em 1860, há registros de que 20 famílias moravam na localidade e em 1866, o número já era de 80.

Também no ano de 1866, ocorre a construção de uma capela e em 1876 é fundada a paróquia local. E em 1879 ocorre a primeira missa na nova igreja. A Igreja Matriz Cristo Redentor é ampliada em 1922 com a inserção de duas sacristias, sendo inaugurada em 1924.

No município, há a Casa Schoffen, considerada pelo arquiteto Gunter Weimer como “uma das menores casas” em enxaimel existentes. A casa e a cozinha anexa foram construídas concomitantemente. Na residência localizam-se a sala e dois pequenos quartos.

Outro fato histórico que é importante destacar, é a vinda das Irmãs Franciscanas para a cidade em 1916. Em 1932 as irmãs fundaram o colégio primário, que deu origem a Escola São Francisco. Anos depois, a escola passou a ser responsabilidade da esfera pública municipal e segue em atividade até hoje. Em 1941, estas inauguraram um hospital no município. Com dificuldades para sua manutenção e a permanência de médicos, o hospital passou a atender como asilo a partir de 1963. Em 2007, o prédio foi adquirido pela prefeitura, que desde então utiliza o espaço para atividades na área da cultura e educação.

 

  

 

HINO DE TUPANDI

 Esta terra repleta de verde
Tem um povo gigante a porvir
No trabalho pujante da lida
Desta raça que outrora surgiu

 Tupandi, o teu nome desponta
Neste vale formoso e feliz
Faz dos sonhos um novo desejo
A certeza de sempre crescer

 Estribilho
Minha cidade, Tupandi,
Sempre quero te servir.
Luz do alto, luz do céu
terra amada, abençoada por Deus

 Sua origem que vem desde longe
Mostra a história que o tempo escreveu
Desta gente que brava plantava
As sementes de um novo amanhã

 Esta terra que tanto engalamos
Tem na fé um sentido de ser
Preservando este chão tão sagrado
Seus valores com todo ardor

 Estribilho..

Autor: Elias Stoffels 

 

Veja o Maqa de Localização:

Exibir mapa ampliado







O que deve melhorar no trânsito na área central de Tupandi?

Maior respeito aos pedestres
Os motoristas devem diminuir a velocidade
Mais espaços de estacionamento
Espaços para ciclistas



Votos
226


[ Outras Enquetes ]


Nome:
 
E-mail:
 






Desenvolvido por Studyo10 © 2001 - 2017 - Todos os Direitos Reservados